Entrevista com Matt Hardy sobre o DLC do WWE 2K18 e mais

Recentemente, tivemos a oportunidade de bater um papo com o Superstar do WWE Matt Hardy e foi maravilhoso! Ele falou sobre sua recente estreia no WWE 2K18 como parte do Enduring Icons Pack junto do seu irmão, Jeff, além dos Hall of Famers The Rock 'n' Roll Express e Beth Phoenix. Ele também comentou sobre o seu despertar no RAW, sua rivalidade com Bray Wyatt e que traje ele mais gostaria de ver feito pelos criadores do WWE 2K18.

Confira a entrevista e não deixe de baixar o Enduring Icons Pack para jogar com o Matt Hardy no WWE 2K18!

Já faz alguns anos desde a última vez que você esteve em um jogo do WWE. É legal ver uma versão virtual de si mesmo que reflete alguns dos avanços visuais e o seu estilo que evoluiu nos últimos sete anos e pouco?

Com certeza. Estou muito empolgado com meu retorno a um jogo do WWE. É uma honra ser incluído em um grupo de ícones conhecidos ao lado da Beth Phoenix e dos The Rock 'n' Roll Express. Então estou muito animado para ver o WWE Universe vivendo esse momento. 

Você já trabalhou antes com os The Rock 'n' Roll Express, mais recentemente no novo Starrcade. Tem alguma recordação da época em que trabalhou com eles?

Em outro mundo, em outro plano, houve uma época em que os The Rock 'n' Roll Express faziam parte de um grande torneio de equipes que eu tinha, chamado Apocalypto. E nós conseguimos realizar uma partida dos sonhos, Hardys versus The Rock 'n' Roll Express, na vida real, neste plano. Teve até um momento em que colocamos o Ricky Morton e uma empilhadeira, que era chamada de plataforma elevatória na época, sem ele saber. Eu levantei ele o mais alto que o aparelho conseguia, que era uns 20 metros. Mantive-o longe do parceiro dele, Robert Gibson. Deixamos o Ricky lá por quase 30 minutos. Foi bem engraçado. Ele achou engraçado só umas semanas depois.

Ele tentou se vingar de você no Starrcade ou levou isso tudo numa boa?

Ele levou numa boa. Ele ficou bem agradecido por eu poder trabalhar com ele. Eu sempre falo bem deles em todos os lugares que eu vou. Teve épocas nas quais os The Rock 'n' Roll Express passaram por algumas dificuldades, e eu sou muito fã do trabalho deles e do caminho que eles abriram para as equipes iniciantes de jovens, como eu e meu irmão. Então eu sou muito agradecido por eles e sempre tento fazer o possível para ajudar. Acho que, com isso, nós meio que acabamos ficando quites.

Também temos a Beth Phoenix no pacote e sei que teve um período em comum de alguns anos em que os dois estavam no WWW ao mesmo tempo. Tem alguma recordação das vezes que trabalhou com ela? 

Nós não chegamos a trabalhar especificamente juntos, envolvidos em alguma história, mas eu sempre tive muita admiração pelo trabalho dela. Eu a acho incrível. Ela estourou no cenário de luta no Glamazon e eu fiquei absolutamente impressionado com o trabalho dela, a força, o poder e as coisas que ela conseguia fazer. Ele realmente representava uma mulher muito forte. Acho que isso é muito importante para o que a divisão feminina se tornou, com todo o movimento das mulheres em busca de ficar em pé de igualdade com os homens. Acredito que ela foi um dos pilares que ajudaram a alavancar isso. 

É legal ver a sua persona Woken ascendendo no RAW nas últimas semanas. Como é compartilhar esta parte de você com o público do WWE que pode nunca tê-la visto antes?

É um grande prazer. Acho que isso é só a ponta do iceberg também. Acho que tem muito potencial para muito entretenimento e eu vou crescer muito sendo conhecido como Woken Matt Hardy. Acho que vai ser muito divertido para o WWE Universe.

Para os fãs de longa data, como você compararia o Woken Matt com o Broken Matt?

Eles são bem parecidos. Basicamente, o Broken Matt rompeu as barreiras da própria mente e pôde usar mais dessa habilidade. E lá na minha terra, a recepção que nós recebemos quando nós surgimos no WrestleMania 33 em Orlando, manteve a minha condição, a mente do Broken, adormecida durante meses. Aí, após tocar a criatura mágica conhecida como Bray Wyatt, que na verdade era habitado pela Sister Abigail, eu pude sentir o poder mágico dela e reacender a magia dentro de mim. Então eu me tornei o Woken e percebi toda a minha genialidade despedaçada.

É muito interessante. Eles são bem parecidos. É um pouco diferente porque o Woken Wisdom é o segundo renascimento. Agora que o meu Woken Wisdom foi finalmente alcançado e que eu estou ciente de tudo que acontece ao meu redor, eu acho que os fãs da luta livre verão algo especial. 

Não sei se você sabe, mas no WWE 2K18 a sua classificação é ligeiramente maior do que a do Bray Wyatt. Acha que isso lhe dará vantagem tanto no jogo quanto na vida real?

Claro que dará. A minha classificação no jogo foi definida antes do meu Woken Wisdom acordar do seu estado adormecido. Se tivesse sido depois, a minha classificação seria uns 140%, 150% acima da média. Mas, graças ao Bray Wyatt, eu fui listado como o meu corpo mortal e eu sei que os corpos mortais pesam mais. Então, sim. Espero que os jogadores que escolherem lutar comigo tenham uma vantagem sobre o Bray Wyatt e a Sister Abigail.

No jogo, os jogadores podem criar personagens do zero e até criar novos trajes inspirados em algumas das coisas que você já usou ao longo dos anos. Quais são os trajes que você já usou que você acharia legal se os fãs criassem?

Interessante. Um que se destaca para mim foi o usado pelo meu corpo mortal, Matt Hardy, quando ele foi incumbido de ser Sensei de Mattitude e ele era a primeira versão. Alguns dos trajes asiáticos que eu usei naquela época, principalmente as calças e as jaquetas, acho que seriam legais de serem recriadas e colocadas no meu corpo no jogo.

O seu irmão está no pacote também. No momento, ele está se recuperando de uma lesão. Você era, obviamente, um Matt muito diferente quando ele saiu. Acha que ele aceitará o Woken Matt Hardy quando ele voltar?

Com certeza. Ele já conhece o Woken Matt Hardy muito bem. E acho que, apesar dele ser conhecido no plano do WWE como Jeff Hardy, o Enigma Carismático, eu sinto que alguma coisa pode acender dentro dele depois que ele voltar. Nunca se sabem. Talvez vejamos o nefasto Brother Nero também. 

Você falou sobre a Grande Guerra. Os dois vão participar dela?

É claro. Nós vamos. Nós lutamos na Grande Guerra todo dia. A maior guerra já conhecida pela humanidade. Luz contra Escuridão, e ela envolve pessoas como eu e o Brother Nero, e pessoas como você e todas as outras que são servas da luz. Temos que fazer diariamente o que for possível para tornar o mundo um lugar melhor. Esta é uma constante na Grande Guerra.